Seja lá qual for o motivo, muitos empreendedores (principalmente os de primeira viagem) não estão preparados para lidar com um dos maiores obstáculos que enfrentarão: o fracasso.

em 16 de setembro de 2015

Olá, tudo bem?

Você já percebeu que está aumentando a quantidade de pessoas que estão partindo para o empreendedorismo? Algumas estão neste caminho por necessidade, enquanto outras são movidas pelos seus sonhos e desejo de mais independência.

Seja lá qual for o motivo, muitos empreendedores (principalmente os de primeira viagem) não estão preparados para lidar com um dos maiores obstáculos que enfrentarão: o fracasso.

Tenho visto e conversado com pessoas talentosas, inteligentes, mas que não conseguiram seguir adiante nos seus planos. Em quase todos os casos, elas tinham expectativas altas e precisavam mostrar aos outros (que aliás, cobram muito, mas continuam nas suas vidas infelizes) que estavam tendo sucesso, sendo que na verdade, se deparavam com um obstáculo após o outro. Por fim, muitas destas pessoas simplesmente desistiram.

Hoje quero deixar alguns pensamentos realistas para você que já empreende ou está pensando em empreender:

1) Você PRECISA errar!

Grande parte das pessoas que pensam que fracassaram, apenas tiveram derrotas temporárias, mas interpretaram isso como sendo algo permanente, definitivo. Em outras palavras, é a maneira como você vê a situação que faz toda a diferença!

Somos nós mesmos que criamos uma espécie de barreira mental após a experimentarmos a derrota. Olhe para a maioria das pessoas de sucesso e você perceberá que há uma relação íntima de seu sucesso com a uma enorme quantidade de obstáculos e dificuldades que elas tiveram que enfrentar.

Ah, entenda também isso aqui: há algumas lições que só teremos condições de aprender através das derrotas, e você precisa estar de mente aberta para compreender e experimentar isso.

2) Pare de se justificar ou usar desculpas. Apenas persista!

Quando você experimentar o fracasso, não reclame, nem sinta pena de si mesmo. Pense comigo: os resultados que alcançamos na vida tem total relação com as escolhas que fazemos, e nós temos muito mais talento, inteligência, capacidade e criatividade do que normalmente usamos (parece loucura, mas é verdade e você sabe disso).

O problema é que a maioria das pessoas, quando fracassa, fica encontrando desculpas para justificar a situação. É preciso abandonar esse comportamento medíocre (eu gosto de chamá-lo de “coitadismo”) e não enxergar a derrota como algo definitivo.

3) Mexa menos nos objetivos e mais na estratégia

Esse para mim é o mais importante: as derrotas não têm muita relação com os objetivos que você traçou, mas sim com o método e a estratégia que você está utilizando. Após a derrota, pare e reflita sobre o que aconteceu e examine cuidadosamente a metodologia utilizada; na sequência, procure outra forma de fazer e siga em frente, focando no seu objetivo. Aprenda com as derrotas e seja persistente nos seus sonhos!

Veja também este artigo do Dinheirama.com sobre o assunto, porém aplicado à vida financeira: O sucesso tem perseverança, motivação, disciplina e muitos fracassos (clique para ler).

O fracasso definitivo é algo que não existe. São as pessoas que desistem! Espero que estas dicas te ajudem a seguir em frente com seus sonhos e ideais de vida! Ah, lembre-se de nosso mantra: são as escolhas que nos levam (ou não) a experimentar a riqueza em todos os aspectos da vida.

Um grande abraço!

Conrado Navarro

Sócio-fundador do Dinheirama.com
No Twitter: @Navarro

 

Fonte: Dinheirama.com